Santa Vitória é um município brasileiro do estado de Minas Gerais.
Localiza-se a uma latitude 18º50’19” sul e a uma longitude 50º07’17” oeste, estando a uma altitude de 498 metros.
Sua população estimada em 2008 era de 16.360 habitantes.

Possui uma área de 3021,74 km².

Aniversário
31 de Maio

Criação
27 de Dezembro de 1948

Gentílico
santa-vitoriense

Lema
Uma vida melhor para o povo

Prefeito
Salim Curi (PMDB)

Histórico

Os primitivos ocupantes da região onde se localiza o município foram os índios caiapós, dos quais, nenhum vestígio digno de nota ficou. Quanto aos brancos que aí se estabeleceram, consta que o primeiro deles foi Manoel Joaquim Alves (vulgo “Paranaíba”), natural de São Thomé das Letras, que se tornou grande latifundiário no Ribeirão de São Jerônimo Grande. Além dele, outros nomes podem ser citados como pioneiros no povoamento da região: José Joaquim Alves Paranaíba (filho de Manoel Joaquim), Salustiano Caixeta, Bermínio de Souza Lima, José Américo, Oscar Bernardes, Pedro Mariano, José Luís Pereira, João Nunes de Souza, João Crisóstomo de Souza Lima, Silvéria Ana do Prado, D. Maria Romana Queiroz, Joaquim da Silva Coelho.

Manoel Joaquim Alves doou o terreno para patrimônio de uma capela a ser edificada, tendo como padroeira Nossa Senhora das Vitórias da Batalha de Lepanto, a batalha decisiva entre as forças cristãs e as do Império Otomano. Daí a denominação de Capela de Santa Vitória, quando a mesma foi concluída pelo filho do doador. Além de construída a capela, José Joaquim Alves Paranaíba, filho de Manoel Joaquim Alves, chamou o agrimensor Emídio Marques do Prata para medição e demarcação do terreno doado.

Em 1898, foi inaugurado o cemitério; em 1904, promoveu-se um mutirão orientado por Padre Ângelo, para a abertura de um canal de irrigação que levou água do córrego do Boi, afluente do Paranaíba, às proximidades do cemitério, onde se ergueu, ou se reergueu, um cruzeiro e em torno do qual se iniciou o núcleo que deu origem ao povoado, mais tarde cidade de Santa Vitória, sede do município do mesmo nome.

Em fevereiro de 1905 foi celebrada a primeira missa campal pelos padres Cônego Ângelo e Dom Eduardo. Em 1913 começou a funcionar a primeira escola pública primária, tendo como primeira professora nomeada D. Isabel Bastos, esposa do Sr. Floriano Bastos. Nesse ano foram também traçadas as primeiras ruas.

Brasão do Município

Brasão do Município de Santa Vitória- MG

No Brasão do Município de Santa Vitória- MG., estão representadas as riquezas da região, num momento áureo em que o município foi denominado de “Vale da Alimentação,” pela abundância de produção e pela grande riqueza de vários produtos: agropecuários, produção de energia elétrica e pesca.

A Imagem do Brasão: Ao centro – a figura da cabeça de um bovino, que representa até os dias de hoje, a grande produção da pecuária, tanto de corte como leiteira.

À direita: fios e postes de energia elétrica que através da Hidrelétrica de São Simão distribui a energia por todo o Estado de Minas Gerais e por grande parte do Território Brasileiro.

Á esquerda: o peixe, grande fonte de alimentação e renda para muitos moradores.

Ladeados pelas culturas de arroz e milho, que naquela época representavam as maiores plantações cultivadas em nosso município, podendo ser comparadas com as atuais lavouras de cana de açúcar.

Localização

Unidade Federativa
Minas Gerais

Mesoregião
Triângulo Mineiro / Alto Paranaíba

Microregião
Ituiutaba

Municípios limítrofes
Gurinhatã, Ipiaçu, São Simão, Campina Verde

Distâncias
até a Capital 760km
até Uberlândia 210km
até Goiânia 390km
até São Paulo 780km
até Brasília 580km até o Rio de Janeiro 1.150km

Características Geográficas

Área
3.002,817 km²

População Rural 3.820 (23%)
Urbana 12.540 (77%)
Total 16.360

Densidade
5,5 hab./km²

Altitude
383 metros a 640 metros

Relevo
Plano (95%)

Solos
Latossolo / Neossolo Quartzarênico

Vegetação
Cerrado

Clima
Mínima = 18º C / Média = 26,5º C / Máxima = 34,9º C

Fuso Horário
UTC-3

Formação Administrativa

O Distrito criado com o nome de Santa Vitória, pela lei estadual nº 843, de 07-09-1923, era subordinado ao município de Ituiutaba.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Santa Vitória figura no município de Ituiutaba, assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Desmembrado de Ituiutaba, o município (constituído apenas do distrito sede de Santa Vitória) foi criado pela lei estadual nº 336, de 27-12-1948 e instalado em 01-01-1949.

Pela lei estadual nº 2764, de 30-12-1962, foram criados os distritos de Chaveslândia e Perdilândia, anexados ao município de Santa Vitória. Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 3 distritos: Santa Vitória, Chaveslândia e Perdilândia.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Distritos

Santa Vitória
Sede do Municipio

Chaveslândia
47km da Sede

Perdilândia
24km da Sede